Melhoramento genético de cebola para as condições tropicais e subtropicais do Brasil

Contenido principal del artículo

Autores

Daniela Lopes Leite
Valter Rodrigues Oliveira
Carlos Antonio Fernandes Santos
Nivaldo Duarte Costa
Maria Esther de Noronha Fonseca

Resumen

O agronegócio cebola é importante para o Brasil, onde se cultivam cerca de 62.000 há ano-1 nas regiões Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. Há demanda por cultivares melhor adaptadas às diferentes condições edafoclimáticas, para cultivo em sistemas convencionais e agroecológicos, com bulbos de sabor pungente para mercado interno, suave/doce e do tipo “cascuda bronzeada” para mercados interno e de exportação. O trabalho objetiva desenvolver cultivares de polinização livre e/ou híbridas de cebola adaptadas às diferentes condições edafoclimáticas brasileiras e resistentes às principais doenças que ocorrem na cultura. As atividades de pesquisa vem sendo conduzidas por uma rede de Pesquisa e Desenvolvimento envolvendo três Unidades da Embrapa e instituições parceiras/colaboradoras, públicas e privadas, além de produtores rurais. Estão sendo usados métodos de melhoramento com aplicação de seleção recorrente e com desenvolvimento de linhas A (macho-estéril), B e C (macho-férteis) e produção e testes de híbridos experimentais, na criação de novas cultivares. Técnicas de biologia molecular estão sendo aplicadas na identificação de mantenedoras da macho-esterilidade, na caracterização da variabilidade genética de germoplasma e no mapeamento de caracteres de qualidade e resistência a doenças. Os impactos potenciais decorrentes da incorporação de cultivares mais atrativas e resistentes a doenças e com padrão genético superior são, a médio prazo, maior competitividade da cebola brasileira, estabilização e potencial redução da importação de sementes, possibilidade de exportação de cebola, diminuição no uso de agrotóxicos pela incorporação de cultivares resistentes a doenças com dimi-
nuição do custo de produção e dos impactos ambientais.

Detalles del artículo

Licencia

El copyright de los artículos e ilustraciones son propiedad de la Revista Colombiana de Ciencias Hortícolas. Los editores autorizan el uso de los contenidos bajo la licencia Creative Commons Atribución-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional (CC BY-NC-SA 4.0). La citación correcta de los contenido deben registrar de forma explícita el nombre de la revista, nombre(s) del (de los) autor(es), año, título del artículo, volumen, número, página del artículo y DOI. Se requiere un permiso escrito a los editores para publicar más que un resumen corto del texto o las figuras.

Referencias

Batista, P.P; R.S.N. de Lima; C.A.F. Santos; M.A.R. Rodrigues e J.C. Alves da S.F. 2007. Divergência genética entre populações de cebola potenciais e comerciais para o Nordeste, com base em marcador AFLP. In: Anais eletrônicos. Congresso Brasileiro de Olericultura 47. Porto Seguro. Campinas: ABH, 2007, http://www.abh.org.br/anais/anais.htm; consulta: setembro 2007.

Bertolucci, S.K.V.; R.C. Pinheiro; J.E.B.P. Pinto e R.J. de Souza A. 2002. Qualidade e valor nutracêutico da cebola. Informe Agropecuário 23(218), 88-92.

Candeia, J.A. e N.D. Costa. 2000. A cebolicultura Nordestina e a necessidade de pesquisa no contexto atual. pp. 15-17. In: Pereira, W.; J.V. VieraA, J.V. e J.L. de Mendonca (Org.). Relatório do Workshop sobre cebolicultura no Brasil. Embrapa Hortaliças. Série Documentos 25. Brasilia.

Carneiro, L.C. e J.L. Amorim. 1999. Influência da temperatura e do molhamento foliar no monociclo do mal-de-sete-voltas da cebola. Fitopatologia Brasileira 24(3), 422-427.

Costa, C.P., da. 1997. Germoplasma de cebola brasileiro e seu uso no melhoramento. p. 2. In: Anais Seminario Nacional de Cebola 9, 1997. Centro de Pesquisa Agropecuária de Clima Temperado, Pelotas, Brasil.

Costa, N.D.; C.A.F. Santos; M.A. de Queiroz; H.M. de Araújo; V.R. Oliveira; J.L. de Mendonca e J.A. Candeia. 2005. Alfa São Francisco: variedade de cebola para cultivo no verão. p. 420. In: Anais Congresso Brasileiro de Olericultura 45, Horticultura Brasileira 23, Fortaleza, Brasil.

Cruz, C.D. e A.J. Regazzi. 1994. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético. UFV, Vicosa, Brasil.

Engelke, T.; D. Terefe e T.A. Tatlioglu. 2003. PCR-based marker system monitoring CMS-(S), CMS-(T) and (N)-cytoplasm in the onion (Allium cepa L.). Theor. Appl. Genet. 107, 162-167.

EPAGRI. 2000. Sistema de produção para cebola. Sistemas de Producao 16. Epagri, Florianópolis, Brasil.

França, J.G.E. de e J.A. Candeia. 1997. Development of short-day yellow onion for tropical environments of the Brazilian Northeast. Acta Hort. 433, 285-287.

Galván, G.A.; W.A. Wiestma; S. Putrasemedja; A.H. Permandi e C. Kik. 1997. Screening for resistance to antracnose (C. gloeosporioides Penz.) in Allium cepa and its wild relatives. Euphytica 95(2), 173-178.

Havey, M.J. 1995. Identification of cytoplasms using the polymerase chain reaction to aid in the extraction of maintainer lines from open-pollinated populations of onion. Theor. Appl. Genet. 90, 263-268.

Hertog, M.G.L.; P.C.H. Hollman e D.P. Venema. 1992. Optimalization of a quantitative HPLC determination of potentially anticarcinogenic flavonoids in vegetables and fruits. J. Agr. Food Chem. 40, 1591-1598.

Hollman, P.C. e M.B. Katan. 1997. Absorption, metabolism and health effects on dietary flavonoids in man. Biomed. Pharmacoterapy 51(8), 305-310.

IBGE. 2009. Levantamento sistemático da produção agrícola – cebola: produção e área plantada, Brasil e Unidades da Federação. Rio de Janeiro, In: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/prevsaf; consulta: julho 2009.

Imai, S.; N. Tsuge; M. Tomotake; Y. Nagatome; H. Sawad; T. Nagata e H. Kumaga. 2002. Plant biochemistry: an onion enzyme that makes the eyes water. Nature 419, 685.

Jones, H.A. e L.K. Mann. 1963. Onion and their allies. Leonard Hill, London.

Leite, D.L.; A. Garcia e A.M. Santos. 2002. BRS Cascata a new cultivar released by Temperate Climate Agricultural Research Center, Embrapa, Brazil. Abstracts National Allium Research Conference. Washington State University, Pasco, WA.

Leite, T.L. 2007. Melhoramento genético de cebola. pp. 79-113. In: Barbieri, R.L. (ed.). Cebola: ciência, arte e história. 2. ed. Embrapa Informação Tecnológica, Brasília.

Lombard, K.; E. Geoffriau e E. Peffley. 2002. Flavonoid quantificationin onion by spectrophotometric and high performance liquid chromatography analysis. HortScience, 37(4), 682-685.

Lombard, K.; E. Peffley; E. Geoffriau; L. Thompson e A. Herring. 2005. Quercetin in onion (Allium cepa L.) after heat-treatment simulating home preparation. J. Food Comp. Analysis 18(6), 571-581.

Melo, P.C.T. e L.S. Boiteux. 2001. Análise retrospectiva do melhoramento genético de cebola (Allium cepa L.) no Brasil e potencial aplicação de novas estratégias biotecnológicas. In: Anais Congresso Brasileiro de Melhoramiento de Plantas 1, 2001. Goiania, Brasil (CD).

Melo, P.C.T; A. Ribeiro e M.G.C. Churata-Masca. 1988. Sistemas de produção, cultivares de cebola e o seu desenvolvimento para as condições brasileiras. pp. 27-61. In: Anais Seminario Nacional de Cebola 2, 1988. Piedrade, Brasil.

Pike, L.M. 1986. Onion breeding. pp. 357-394. In: Basset, M.J. (ed.). Breeding vegetable crops. AVI Publishing Company, Connecticut, CT.

Santos, C.A.F.; D.L. Leite; N.D. Costa; V.R. Oliveira; I.C.N. dos Santos e M.A. Rodrigues. 2008. Identificação dos citoplasmas “S”, “T” e “N” via PCR em populações de cebola no Vale do São Francisco. Hortic. Bras. 26(3), 306-309.

Santos, M. do D.M. dos; A.G.R. Buzar; M.E.N. Fonseca; V.R. Oliveira; A.C. Torres e L.S. Boiteux. 2007. Relação genética entre acessos de cebola adaptados para cultivo no Brasil estimada via marcadores RAPD. In: Anais Congresso Brasileiro de Olericultura 47, Porto Seguro, http://www.abh.org.br/anais/anais.htm; consulta: setembro 2007.

Sato, Y. 1998. PCR amplification of CMS-specific mitochondrial nucleotide sequences to identify cytoplasmic genotypes of onion (Allium cepa L.). Theor. Appl. Genet. 96, 367-370.

Schwimmer, S. e W.J. Weston. 1961. Enzymatic development of pyruvic acid in onion as a measure of pungency. J. Agr. Food Chem. 9(4), 301-304.

Simonovska, B. 2000. Determination of inulin in foods. J. AOAC Intl. 83(3), 675-678.

Szklarczyk, M.; M. Simlat; B. Jagosz e G. Ba. 2002. The use of cytoplasmic markers in onion hybrid breeding. Cell. Mol. Biol. Lett. 7, 625-634.

UPOV. 1999. Guidelines for conduct of test for distinctness, uniformity and stability of Allium cepa and Allium ascalonicum. UPOV, Genebra.

Valencio, A.G.B.; A.H. Araújo; L.S. Boiteux; M.E.N. Fonseca; V.R. Oliveira e P.P. Silva. 2004. Estabelecimento de uma coleção de clones genômicos e de cDNA de cebola (Allium cepa L.) contendo seqüências similares a genes de resistência a doenças. p. 39. In: Anais Congresso Brasileiro de Genética 50, 2004. Gramado, Brasil.

Vos, P.; S. Hogers; M. Bleeker; M. Reijans; T. van de Lee; M. Hornes; A. Fritjers; J. Pot; J. Peleman; M. Kuiper e M. Zabeau. 1995. AFLP: a new technique for DNA fingerprinting. Nucleic Acids Res. 23, 4407-4414.

Wanderley, L.J. da G.; M.A. de Queiroz; P.C.T. de Melo; J.P. de M. Souto; M.A.C. dos Santos; H.M. Silva e D.T. de Lima. 1973. Melhoramento e produção de semente de cebola no Nordeste. Sudene/Brascan Nordeste/IPA. Recife, Brasil.

Williams, J.G.K.; A.R. Kubelik; K.J. Livak; J.A. Rafalski e S.V. Tigey. 1990. DNA polymorphism amplified by arbitrary primers are useful as genetic markers. Nucleic Acids Res. 18, 6531-6535.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.