Características físico-químicas de frutos de abobrinha -de-moita em função de doses de potássio em cobertura

Contenido principal del artículo

Autores

Humberto Sampaio de Araújo
Antonio Ismael Inácio Cardoso
Regina Maria Evangelista
William Hiroshi Suekane Takata
Everton Gasparetto Da Silva

Resumen

O potássio é considerado por muitos pesquisadores como o nutriente relacionado à qualidade dos frutos. No entanto, são poucas as pesquisas em que este efeito do potássio é avaliado. Objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito de doses de potássio em cobertura na qualidade físico-química de frutos de abobrinha-de-moita (Cucurbita pepo L.) híbrido Aline. Foram avaliados cinco tratamentos (0, 50, 100, 150 e 200 kg ha-1 de K2O em cobertura), no delineamento experimental de blocos casualizados, com quatro repetições. Logo após a colheita dos frutos foram avaliadas as seguintes características físico-químicas: teor de macronutrientes nos frutos, potencial hidrogeniônico (pH), acidez total titulável (ATT), sólidos solúveis totais (SST), “ratio” (relação SST/ATT), porcentagem de açúcares redutores e a textura. O teor de potássio, o pH, e a relação SST/ATT nos frutos aumentaram à medida que se aumentou a dose de potássio, enquanto a acidez total titulável reduziu. As outras características não foram influenciadas pelas doses de potássio.

Palabras clave:

Detalles del artículo

Licencia

El copyright de los artículos e ilustraciones son propiedad de la Revista Colombiana de Ciencias Hortícolas. Los editores autorizan el uso de los contenidos bajo la licencia Creative Commons Atribución-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional (CC BY-NC-SA 4.0). La citación correcta de los contenido deben registrar de forma explícita el nombre de la revista, nombre(s) del (de los) autor(es), año, título del artículo, volumen, número, página del artículo y DOI. Se requiere un permiso escrito a los editores para publicar más que un resumen corto del texto o las figuras.

Referencias

AOAC. 2005. Official methods of analysis of the Association of Official Analytical Chemistry. 18th ed. Washington DC.

Araújo, H.S., B.R. Quadros, A.I.I. Cardoso e C.V. Corrêa. 2012. Doses de potássio em cobertura na cultura da abóbora. Pesqui. Agropecu. Trop. 42(4), 469-475.

Brady, N.C. 1989. Natureza e propriedades do solo. 7a ed. Freitas Bastos, Rio de Janeiro, Brasil.

Brasil. 2005. Métodos físico-químícos para análise de alimentos. 4a ed. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Brasília.

Cardoso, A.D., M.A.R. Alvarenga, T.L. Melo e A.E.S. Viana. 2007. Produtividade e qualidade de tubérculos de batata em função de doses e parcelamentos de nitrogênio e potássio. Ciênc. Agrotec. 31(6), 1729-1736.

Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo). 2014. Sistemas de informação de mercado da companhia de entrepostos e armazéns gerais de São Paulo. Seção de Economia e Desenvolvimento. CEAGESP, São Paulo, Brasil.

Chitarra, M.I.F. e A.B. Chitarra. 2005. Pós-colheita de frutos e hortaliças. 2a ed. ESAL/FAEPE, Lavras, Brasil.

Costa, C.C., A.B. Cecílio Filho, R.L. Cavarianni e J.C. Barbosa. 2004. Concentração de potássio na solução nutritiva e a qualidade e número de frutos de melão por planta em hidroponia. Ciênc. Rural 34(3), 731-736.

Filgueira, F.A.R. 2008. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. UFV, Viçosa, Brasil.

Fontes, P.C.R., R.A. Sampaio e L.F. Finger. 2000. Fruit size, mineral composition and quality of trickle: irrigated tomatoes as affect by potassium rates. Pesqui. Agropecu. Bras. 35(1), 21-25.

Godoy, A.R. e A.I.I. Cardoso. 2003. Curva de crescimento e qualidade de frutos de melão rendilhado sob cultivo protegido. Rev. Ceres 50(289), 303-314.

Godoy, A.R., A.C. Salata, C. Kano, A.R.O. Higuti, A.I.I. Cardoso e R.M. Evangelista. 2012. Produção e qualidade de couve-flor com diferentes doses de potássio em cobertura. Sci. Agrar. Paran. 11(2), 33-42.

Grangeiro, L.C. e A.B. Cecílio Filho. 2004. Qualidade de frutos de melancia sem sementes em função de fontes e doses de potássio. Ciênc. Agrotec. 28(3), 570-576.

Kumar, P., S.K. Pandey, B.P. Singh, S.V. Singh e D. Kumar. 2007. Influence of source and time of potassium application on potato growth, yield, economics and crisp quality. Potato Res. 50, 1-13.

Malavolta, E. 2006. Manual de nutrição mineral de plantas. Agronômica Ceres, São Paulo, Brasil.

Malavolta, E., G.C. Vitti e A.S. Oliveira. 1997. Avaliação do estado nutricional das plantas, princípios e aplicações. Potafós, Piracicaba, Brasil.

Melo, A.S., M.E.B. Brito, J.D.M. Dantas, C.D. Silva Junior, P.D. Fernandes e L.V. Bonfim. 2008. Produção e qualidade do pimentão amarelo sob diferentes níveis de potássio em ambiente protegido. Rev. Bras. Ciênc. Agrár. 4, 17-21.

Minerais. 2009. Só nutrição. Em: www.sonutricao.com.br/conteudo/micronutrientes/p4.php; acesso 19 de março de 2009.

Nelson, N.A. 1944. Photometria adaptation of Somogi method for determination of glicose. J. Biol. Chem.153(2), 375-380.

Salata, A.C., C. Kano, A.R. Godoy, R.M. Evangelista e A.I.I. Cardoso. 2011. Produção e qualidade de frutos de ervilha torta submetidas a diferentes níveis de adubação potássica. Nucleus 8(2), 127-134.

Trani, P.E. e B.V. Raij. 1997. Hortaliças. Em: Raij, B.V., H. Cantarella, J.A. Quagio e A.M.C. Furlani (Org.) Recomendações de adubação e calagem para o Estado de São Paulo. Instituto Agronômico e Fundação IAC, Campinas, Brasil.

Vásquez, M.A.N., M.V. Folegati, N.S. Dias e V.F. Souza. 2005. Qualidade pós-colheita de frutos de meloeiro fertirrigado com diferentes doses de potássio e laminas de irrigação. Rev. Bras. Eng. Agríc. Ambient. 9(2), 199-204.

Vidigal, S.M., D.D. Pacheco e C.E. Facion. 2007. Crescimento e acúmulo de nutrientes pela abóbora híbrida tipo tetsukabuto. Hortic. Bras. 25(3), 375-380. Doi: 10.1590/S0102-0536200700030001

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.