Caracterização físico-química de alho 'BRS Hozan' e 'Roxo Pérola de Caçador' em função do tempo de armazenamento

Antonia Tamires Monteiro Bessa, Welder de Araújo Rangel Lopes, Otaciana Maria dos Prazeres da Silva, Mayky Francley Pereira de Lima, Pedro Ramon Holanda de Oliveira, Hiago Costa de Sousa, Adriano Fontes Aguiar, Maria Zuleide de Negreiros



Resumen


O armazenamento pós-colheita pode ser um instrumento útil para que os produtores de alho proporcionem produtos de boa qualidade, com preços acessíveis para os consumidores, não apenas no momento da colheita. Assim, o objetivo deste estudo foi caracterizar as mudanças nas propriedades físico-químicas do alho comum e nobre, durante o tempo de armazenamento, em condições ambientais. Os tratamentos foram dispostos em parcelas subdivididas. As parcelas foram representadas pelas cultivares de alho: BRS Hozan e Roxo Pérola de Caçador e as subparcelas foram representadas pelo tempo de armazenamento: 0, 30, 60, 90 e 120 dias. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com quatro repetições. Foram avaliadas: perda de peso, índice de chochamento, sólidos solúveis, acidez titulável, pH, relação sólidos solúveis/acidez titulável, pungência, sólidos totais e índice industrial. Com o tempo de armazenamento, houve aumento na perda de peso, índice de chochamento e acidez titulável, além de redução no pH, relação SS/AT e índice industrial, para as duas cultivares avaliadas. O alho manteve o padrão ideal para consumo até os 120 dias de armazenamento, para ambas as cultivares. A cultivar Roxo Pérola de Caçador teve potencial de armazenamento superior a cultivar BRS Hozan.


Palabras clave


Allium sativum L.; armazenamento pós-colheita; sólidos solúveis; pungência.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


ANAPA. 2014. Associação nacional dos produtores de alho. Nosso Alho No. 13. Brasília, Brasil.

Beckles, D.M. 2012. Factors affecting the postharvest soluble solids and sugar content of tomato (Solanum lycopersicum L) fruit. Postharvest Biol. Technol. 63(1), 129-140. Doi: https://doi.org/10.1016/j.postharvbio.2011.05.016

Berno, N.D. 2013. Processamento mínimo de cebola roxa: aspectos bioquímicos, fisiológicos e microbiológicos. Dissertação de mestrado. Escola Superior de Agricultura Luís de Queiroz-ESALQ, Piracicaba, Brasil.

Botrel, N. e V.R. Oliveira. 2012. Cultivares de cebola e alho para processamento. Hortic. Bras. 30(230), S8420-S8434.

Carvalho, V.D., S.M. Chalfoun, C.M.P. Abreu e S.J.R. Chagas. 1991. Tempo de armazenamento na qualidade do alho cv. Amarante. Pesq. Agropec. Bras. 26(10), 1679-1684.

Chitarra, M.I.F. e A.B. Chitarra. 2005. Pós-colheita e frutos e hortaliças: fisiologia e manuseio. 2ª ed. UFLA, ESAL/FAEPE, Lavras, Brasil.

Ferreira, D.F. 2008. Sisvar: um programa para análises e ensino de estatística. Rev. Symposium 6(2), 36-41.

Honorato, A.R.F., M.Z. Negreiros, F.V. Resende, W.A.R. Lopes e A.M Soares. 2013. Avaliação de cultivares de alho na região de Mossoró. Rev. Caatinga 26(3), 80-88.

Lopes, W.A.R., M.Z. Negreiros, P.L.D. Morais, A.M. Soares, R.R.M. Lucena, O.M.P. Silva e L.C. Grangeiro. 2016a. Caracterização físico-química de bulbos de alho submetido a períodos de vernalização e épocas de plantio. Hortic. Bras. 34(2), 231-238. Doi: https://doi.org/10.1590/S0102-053620160000200013

Lopes, W.A.R., M.Z. Negreiros, F.V. Resende, R.R.M. Lucena, A.M. Soares, O.M.P. Silva e J.F. Medeiros. 2016b. Produção de alho submetido a períodos de vernalização e épocas de plantio em região de clima semiárido. Hortic. Bras. 34(2), 249-256. Doi: https://doi.org/10.1590/S0102-053620160000200016

Lucena, R.R.M., M.Z. Negreiros, P.L.D. Morais, W.A.R. Lopes e A.M. Soares. 2016a. Qualitative analysis of vernalizated semi-noble garlic cultivars in western Rio Grande do Norte state, Brazil. Rev. Caatinga 29(3), 764-773. Doi: https://doi.org/10.1590/1983-21252016v29n329rc

Lucena, R.R.M., M.Z. Negreiros, F.V. Resende, W.A.R. Lopes e O.M.P. Silva. 2016b. Productive performance of vernalizated semi-noble garlic cultivars in western Rio Grande do Norte State, Brazil. Rev. Caatinga 29(2), 327-337. Doi: https://doi.org/10.1590/1983-21252016v29n209rc

Oliveira, C.M., R.J. Souza, J.E. Yuri, J.H. Mota e G.M. Resende. 2004. Época de colheita e potencial de armazenamento em cultivares de alho. Hortic. Bras. 22(4), 804-807. Doi: https://doi.org/10.1590/S0102-05362004000400029

Prati, P., D.E. Foltran, C.M. Henrique e C.P.C.C. Martins. 2010. Alterações físico‐químicas em pastas de alho. Rev. Iber. Tecnología Postcosecha 11(2), 191-195.

Resende, J.T.V., R.G.F. Morales, D.S. Zanin, F.V. Resende, J.T. Paula, D.M. Dias e A.G. Galvão. 2013. Caracterização morfológica, produtividade e rendimento comercial de cultivares de alho. Hortic. Bras. 31(1), 157-162. Doi: https://doi.org/10.1590/S0102-05362013000100025

Resende, G.M., S.J.R. Chagas e L.V. Pereira. 2003. Características produtivas e qualitativas de cultivares de alho. Hortic. Bras. 21(4), 686-689. Doi: https://doi.org/10.1590/S0102-05362003000400023

Soares, A.M. 2013. Avaliação de cultivares de alho no município de Governador Dix-sept Rosado-RN. Dissertação de mestrado. Universidade Federal Rural do Semi-árido, Mossoró, Brasil.

Soares, A.M., M.Z. Negreiros, F.V. Resende, W.A.R. Lopes, J.F. Medeiros e L.C. Grangeiro. 2015. Avaliação de cultivares de alho no município de Governador Dix-sept Rosado-RN, Brasil. Rev. Agroamb. 9(4), 423-430.

Souza, R.J. e F.S. Macêdo. 2009. Cultura do alho: Tecnologias modernas de produção. Universidade Federal de Lavras, Minas Gerais, Brasil.

Vargas, V.C.S., R.E. González, M.M. Sance, J.L. Burba e A.B. Camargo. 2010. Efecto de la interacción genotipo-ambiente sobre la expresión del contenido de allicina y ácido pirúvico en ajo (Allium sativum L.). Rev. FCA UNCuyo 42(2), 15-22.


Métricas de artículo

Vistas de resumen
99




Cargando métricas ...
_

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


URL de la licencia: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/

UNIVERSIDAD PEDAGÓGICA Y TECNOLÓGICA DE COLOMBIA
Sede Central Tunja–Boyacá–Colombia
Avenida Central del Norte 39-115
PBX: (57+8) 7405626
portalweb@uptc.edu.co Comentarios de este sitio
Horario de atención y servicio telefónico
8:00 a.m. a 12:00 m y 2:00 p.m a 6:00 p.m.

Atención al Ciudadano
Línea Gratuita: 01 8000 942024
Tel: (57+8) 7428263
quejas.reclamos@uptc.edu.co
Notificaciones Judiciales
Notificaciones de aviso

Institución de Educación Superior sujeta a inspección y vigilancia por el Ministerio de Educación Nacional
Sistema OJS - Metabiblioteca |