HISTÓRIA, EDUCAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL

HISTÓRIA, EDUCAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL

Main Article Content

Carlos Bauer

Abstract

O objetivo deste ensaio é refletir sobre um tema que diz respeito à formação do professor, o caráter político de sua profissão, ação pedagógica e o compromisso que este produz com as classes populares em sua luta cotidiana contra as sórdidas condições que lhe foram impostas pelas elites brasileiras no momento que esta produziu, ideológica e culturalmente, sua concepção de nação. Buscamos apontar criticamente como alguns aspectos dos discursos ideológicos produzidos pelas elites brasileiras tem contribuído historicamente com a «deformação» e a «desqualificação», dos profissionais do ensino. No cotidiano da escola, a temática da identidade cultural precisa receber atenção permanente. Produzida a partir de experiências históricas diversificadas, a cultura nacional vem se desenvolvendo pela intensa e conflituosa confluência de classes sociais, raças e etnias. O problema é que, no desenvolvimento de nosso trabalho docente, reproduzimos mecanicamente concepções excludentes, reducionistas e mesmo preconceituosas do processo de formação da identidade nacional no Brasil.

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

Author Biography (SEE)

Carlos Bauer, Universidade Nove de Julho

Carlos Bauer é professor e pesquisador do Programa de Pós Graduação em Educaçãodo Centro Universitário Nove de Julho – Uninove, integrando o Grupo de pesquisaem história e teoria da profissão docente – Gruphis. Mestre e Doutor em História pelaFaculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo –FFLCH/USP, realizou os seus estudos de pós-doutoramento na Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas – FE/Unicamp. Entre outros livros, publicou Breve história da mulher no mundo ocidental (ISBN 85-85833-92-0) e Reflexões sobre o tempo, a história e a utopia no cotidiano da escola (ISBN 85-98907-04-9).