SECONDARY AND VOCATIONAL EDUCATION IN BRAZIL (1909 -1953)

EDUCAÇÃO SECUNDÁRIA PROFISSIONALIZANTE BRASILEIRA (1909 -1953)

Main Article Content

Nilce Vieira Campos Ferreira

Abstract

This text contextualizes the events that preceded the founding of the Brazilian federal technical schools. It exposes history paths from the Brazilian professionalizing secondary teaching. From the historical perspective that explores the schooling which has the work as an educational principle. It finds foundations on the advent of modernity, while time and historical movement for the civilizatory advancement and development. Objective to consider the secondary schooling and investigate preconized educational practices as an expression of historicity and of the continuity processes in its evolutionary process. It rises as a questioning what are the directions followed by professionalizing training in Brazil. The research avails of documental written sources. By mapping the professional education trajectory, in the described period, what is sought is to contribute to the memory register of educational institutions. It is observed that the rise of federal professionalizing schools occurred under the dominance of the agrarian-exporter capital. Its consolidation took place in processes associated to monopolization of elementary knowledge by the State and as continuity of the civilization process. The directions of the Brazilian professionalizing education took root in the tradition being fed by the industrial culture and by an ideology of progress by the work.

Keywords:

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

Author Biography (SEE)

Nilce Vieira Campos Ferreira, Universidad Pedagógica y Tecnológica de Colombia

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia- UFU/MG/BRASIL. Pedagoga no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro/IFTM. Integrante do Grupo de Pesquisa em Educação Popular/IFTM-Uberaba (GPEP-IFTM), Núcleo de Pesquisas e Estudos em Educação - IFTM.

References (SEE)

Aranha, María Lúcia. História da Educação e da Pedagogia, geral e do Brasil. São Paulo: Moderna, 2008.

Araújo, José Carlos Souza de. “Marcos filosóficos da modernidade em torno da educação da criança: antropologias da infância em disputa?”. En A infância na modernidade: entre a educação e o trabalho, Editado por José Carlos.

Sousa de Araújo, Carlos Henrique de Carvalho, y Esmeralda Blanco Bolsonaro de Moura. Uberlândia: EDUFU, 2007, 182-183.

Buffa, Ester y Nosella, Paolo. Educação negada: introdução ao estudo da educação brasileira contemporânea. São Paulo: Cortez, 1991.

Cambi, Franco. História da pedagogia. São Paulo: UNESP, 1999.

Constituição dos Estados Unidos do Brasil, de 10 de Novembro de 1937, (Brasil, 1937), http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao37.htm.

Cunha, Luís Antônio. O ensino profissional na irradiação do industrialismo. São Paulo: Flacso, 2000.

Decreto Lei nº 7.566, de 23 de setembro de 1909, (Brasil, 1909), http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf3/decreto_7566_1909.pdf .

Faria Filho, Luciano Mendes de. Dos pardieiros aos palácios: cultura escolar e urbana em Belo Horizonte na Primeira República. Passo Fundo: UPF, 2002.

Franco, Luiz Antônio Carvalho, y Sauerbronn, Sidnei. Breve história da formação profissional no Brasil. São Paulo: CENAFOR, 1984.

Fonseca, Celso Suckow. Historia do Ensino Industrial no Brasil. Rio de Janeiro: Escola Técnica, 1961.

Gatti Júnior, Décio, y Pessanha, Eurize. “História da educação, instituições e cultura escolar: conceitos, categorias e materiais históricos”. En História da educação em perspectiva: ensino, pesquisa, produção e novas investigações, editado por Décio Gatti Júnior, Geraldo Inácio Filho. Campinas: Autores Associados, 2005,79-86.

Gonçalves Neto, Wenceslau. Estado e agricultura no Brasil. São Paulo: Hucitec, 1997.

Gonçalves Neto, Wenceslau, y Carlos Henrique Carvalho. “O nascimento da educação republicana: princípios educacionais nos regulamentos de Minas Gerais e Uberabinha (MG) no final do Século XIX”. En História da educação em perspectiva: ensino, pesquisa, produção e novas investigações, editado por Décio Gatti Júnior, Geraldo Inácio Filho. Campinas: Autores Associados, 2005, 264.

Magalhães, Justino. “A história das Instituições Educacionais em perspectiva”. Em História da educação em perspectiva: ensino, pesquisa, produção e novas investigações, editado por Décio Gatti Júnior, Geraldo Inácio Filho. Campinas: Autores Associados, 2005,79.

Manfredi, Silvia. Educação Profissional no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.

Marx, Karl, y Engels, Friedrich. Crítica da Educação e do Ensino. Lisboa: Moraes Editores, 1978.

Nagle, Jorge. Educação e sociedade na primeira república. São Paulo: EPU, 1976.

Parecer CNE/CEB Nº 16/99 de 05 de outubro de 1999 (Brasil, 1999), http://www.educacao.pr.gov.br/arquivos/File/pareceres/parecer161999.pdf.

Prado Júnior, Caio. História econômica do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1982.

Saviani, Demerval, Jane Soares de Almeida, Rosa Fátima de Souza, y Vera Teresa Valdemarin. O legado educacional do século XIX. Campinas: Autores associados, 2006.

Saviani, Demerval, Jane Soares de Almeida, Rosa Fátima de Souza, y Vera Teresa Valdemarin. O legado educacional do século XX. Campinas: Autores associados, 2004.

Schwartzman, Simon. Pobreza, exclusão social e modernidade: uma introdução ao mundo contemporâneo. São Paulo: Augurium, 2004.

Schwartzman, Simon, Bomeny, Helena Maria Bousquet, y Costa, Vanda Maria Ribeiro. Tempos de Capanema. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

Souza, Rosa Fátima de. Templos de Civilização: a implantação da escola primária graduada no Estado de São Paulo (1890/1910). São Paulo: EDUNESP, 1998.

Veiga, Cynthia Greive. “Escola Nova: a invenção de tempos, espaços e sujeitos”. En Lições de Minas: 70 anos da Secretaria de Educação, editado por Luciano Mendes de Faria Filho, Ana Maria Casasanta Peixoto. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais, 2003.

Veiga, Cynthia Greive. História da Educação. São Paulo: Ática, 2008.

Citado por: