EDUCAÇÃO VIRTUAL NAS UNIVERSIDADES: AS CONTRIBUIÇÕES DA APRENDIZAGEM COLABORATIVA

Contenido principal del artículo

Autores

Patricia Lupion Torres
Lilia María Marques Siqueira

Resumen

Este estudo apresenta como hipótese central o fato de que a Universidade, dada a sua estrutura e a disponibilidade de recursos científicos e tecnológicos, é um  lugar privilegiado para a criação e experimentação de propostas metodológicas para educação a distância. O presente artigo tem por objetivo apresentar  a aprendizagem  colaborativa como uma dessas propostas metodológicas, e as transformações nos papéis de  alunos e de professores, quando aplicada em ambientes virtuais. Para a concretização deste estudo, realizou-se uma pesquisa bibliográfica, que reuniu informações sobre a evolução dos recursos tecnológicos, dados das universidades virtuais no mundo e no Brasil, levantamento dos modelos de EAD estruturados e em funcionamento no Brasil, conforme Vianney e Torres (2010), Rama (2009), Silvio (2000).  Realizou-se também uma breve revisão bibliográfica acerca dos conceitos de aprendizagem colaborativa e suas aplicações no contexto da universidade virtual, segundo Moran (2006), Siqueira (2003), Torres (2004) e Borba (2008); e conceitos de interatividade segundo Silva (2006).  Como conclusão, sugere-se utilizar os pressupostos da aprendizagem colaborativa, a interatividade, a troca entre pares, e a flexibilização dos papéis nas comunicações e nas relações, como aspectos a considerar na concretização pedagógica da Universidade Virtual. 

Palabras clave:

Detalles del artículo

Licencia

 

  1. Los autores/as conservarán sus derechos de autor y garantizarán a la revista el derecho de primera publicación de su obra, el cuál estará simultáneamente sujeto a la Licencia de reconocimiento de Creative Commons que permite a terceros compartir la obra siempre que se indique su autor y su primera publicación esta revista.
  2. Los autores/as podrán adoptar otros acuerdos de licencia no exclusiva de distribución de la versión de la obra publicada (p. ej.: depositarla en un archivo telemático institucional o publicarla en un volumen monográfico) siempre que se indique la publicación inicial en esta revista.
  3. Se permite y recomienda a los autores/as difundir su obra a través de Internet (p. ej.: en archivos telemáticos institucionales o en su página web) antes y durante el proceso de envío, lo cual puede producir intercambios interesantes y aumentar las citas de la obra publicada. (Véase El efecto del acceso abierto).

Referencias

Azevedo, Wilson. A vanguarda (tecnológica) do atraso (pedagógico): impressões de um educador on line a partir do uso de ferramentas de courseware. Rio de Janeiro: Aquifolium Educacional, 2003. http://www.aquifolium.com.br/educacional/artigos/vanguarda.html.

Azevedo, Wilson. Panorama atual da educação a distância no Brasil. Rio de Janeiro: Aquifolium Educacional, 2003. http://www.aquifolium.com.br/educacional/artigos/panoread.html .

Behrens, Marilda A. O paradigma emergente e a prática pedagógica. Curitiba: Champagnat, 2005.

Borba Malheiros, Ana, & Rúbia Zulatto. Educação a distância online. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

Bruffee, Kenneth. Collaborative Learning. Baltimore: Johns Hopkins, 1999.

Cunha Filho, P. C., André neves e Romulo Pinto. “O Projeto Virtus e a Construção de Ambientes Virtuais de Estudo Cooperativo”. In: Educação a distancia no Brasil na era da internet, editado por Carmen Maia. São Paulo: Anhembi Morumbi, 2000, 53-72.

Davies, David. “Hacia una sociedad que aprende”. En: Organizaciones que aprenden y formación virtual, editado por R., D. Davies y E. Sandelands. Barcelona: EDIUOC, 2002,1.

Davidson, Neil. “Cooperative and Collaborative Learning – An integrative Perspective”. In: Creativity and Collaborative learning: a practical guide to empowering students and teachers, editado por Jacqueline S. Thousand, Richard A. Villa and Ann I. Nevin. Baltimore: Paul Brookes Publishing Co., 2001, 13-30.

Dillenbourg Pierre. ¿What do you mean by collaborative learning? En: Collaborative Learning: Cognitive and Computational Approaches, editado por P. Dillenbourg. Oxford: Elsevier, 1999, 1-19.

Dillenbourg, Pierre. Learning in the New Millennium: Building new education strategies for schools. Workshop on Virtual Learning Environments. Genebra: EUN Conference, 2000 http://tecfa.unige.ch/tecfa/publicat/dil-papers-2/dil.7.5.18.pdf.

Freire, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 34ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006, 47-49.

Kenski, Vani. “Aprendizagem mediada pela tecnologia”. Revista diálogo educacional Vol: 4 N° 13 (2003): 47-56.

Harasim, Linda. “On-Line Education: A New Domain”. In: Communication, Computers and Distance instruction, editado por Robin Mason yAnthony Kaye. Mindweave: Oxford: Pergamon Press, 1989, 1-2.
Harasim, Linda, Lucio Teles, Murray Turoff, y Starr Hiltz. Redes de aprendizagem: um guia para ensino e aprendizagem online. São Paulo: SENAC São Paulo, 2005,29.

Marriott, Rita de Cassia Veiga. “Do LOLA - Laboratório on-line de Aprendizagem ao LAPLI - Laboratório de Aprendizagem de línguas: uma proposta metodológica para o ensino semi-presencial em ambiente virtual”. Dissertação de Mestrado do Programa de Pós-graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, 2004.

Moran, José Manuel. “Contribuições para uma pedagogia da educação online.” In: Educação online, editado por Marco Silva. São Paulo: Edições Loyola, 2006, 46.

Niskier, Arnaldo. Educação à distância: a tecnologia da esperança. 2ed. São Paulo: Loyola, 2000.

Palloff, Rena M, y Keith Pratt. The virtual student: a profile and guide to working with online learners. San Francisco: Jossey-Bass, 2003.

Prensky, Marc. “Digital Natives, Digital Immigrants”. On the Horizon, Vol. 9: No. 5, (2001):16. http://www.marcprensky.com/writing/Prensky%2%20Digital%20Natives,%20Digital%20Immigrants%20-%20Part1.pdf

Rama, Claudio. La encrucijada de las tendencias de la educación superior en América Latina. Santo Domingo: UNICARIBE, 2009.

Roschelle, J, y S.D Teasley. “The construction of shared knowledge in collaborative problem solving”. En: Computer-Supported Collaboraive Learning, editado por C.E. O´Malley. Berlin: Srpinger Verlag, 1995, 69-197.

Silva, Marco. Educação on-line. São Paulo: Loyola, 2003.

Silva, Marco. Sala de Aula interativa. Rio de Janeiro: Quarter, 2006.

Silva, Marcos, y Edméa Santos. Avaliação de aprendizagem em educação on line: fundamentos, interfaces e dispositivos, relatos de experiência. São Paulo: Edições Loyola, 2011.

Silva, Marco. Formação de Professores para Docência Online. São Paulo: Edições Loyola, 2012.

Silvio, Jose. La virtualizacion de la universidad. Caracas: IESALC, 2000.

Simonson, M. ,Hanson, D. ,Maushak, N. J.,Schlosser, C.A., Anderson, M. L.y Sorensen C. Educación a distancia: revision de su literatura”. En Educación @ Distancia y Diseno Instrucional, editado por Fernando Mortera. Mexico: Ediciones Taller Abierto, 2002, 11-70.

Siqueira, Lilia Maria Marques. A metodologia de aprendizagem colaborativa no Programa de Aprendizagem de Eletricidade no Curso de Engenharia Elétrica. Curitiba: Dissertação de Mestrado: Pontifícia Universidade Católica do Paraná, 2003.

Siqueira, Lilia Maria Marques, y Paulo Roberto Alcântara. “Modificando a atuação docente utilizando a colaboração”. Revista Diálogo Educacional, Vol: 4, N° 8 (2003): 57-69.

Siqueira, Lilia Maria Marques, Paulo Roberto Alcântara, y Suzana Valaski. “Vivenciando a aprendizagem colaborativa em sala de aula: experiências no ensino superior”. Revista Diálogo Educacional Vol: 4 N°12 (2004): 169-188.

Thousand, Jacqueline S., Richard Villa y Ann Nevin. Creativity and Collaborative Learning. Editado por Thousand, Jacqueline S., Richard Villa y Ann Nevin. Baltimore: Paul Brookes, 2001.

Torres, Patrícia L. Laboratório On Line de Aprendizagem. Uma Proposta Crítica de Aprendizagem Colaborativa para a Educação. Florianópolis: Tese de doutorado PPGEP da UFSC, 2002. http://www.eps.ufsc.br .
Torres, P. L. “O Eureka e o Laboratório On Line de Aprendizagem”. In: Uma Experiência de Virtualização Universitária: O Eureka na PUCPR, editado por Matos, E. Gomes. Curitiba: Champagnat, 2003, 165-188.

Torres, P, y J. Vianney. A educação superior virtual na América Latina e no Caribe. Curitiba: Champagnat, 2005.

Torres, P. L., y João Vianney. “A evolução da EAD em 2003 e 2004 no Brasil”. En A Educação Superior Virtual na América Latina e no Caribe, editado por Patrícia Lupion Torres y João Vianney. Curitiba: Editora Champagnat, 2005, 529-531.

Torres, P. L., y Rita de Cassia Veiga Marriot. “A Aprendizagem Colaborativa no Laboratório on line de Aprendizagem (LOLA)”. In: Práticas Pedagógicas e Tecnologias Digitais, editado por Edmea Santos y Lynn Alves. Rio de Janeiro: E-papers, 2006, 161-181.

Torres, P. L., y Rita de Cassia Veiga Marriot. “The LOLA strategy and e-learning knowledge management”. In: Handbook of Research on Instructional Systems and Technology, editado por Terry T. Kidd y Holim Song. Hershey - New York: Information Science Reference, 2007, 653-669.

Torres, Patricia Lupion. “LOLA: A collaborative Learning Approach Using Concept Maps”. In: Handbook of Research on Collaborative Learning Using Concept Mapping, editado por Patricia Lupion Torres y Rita de Cássia Veiga Marriott. Hershey - New York: Information Science Reference, 2009, 1-12.

Torres, P. L., y Claudio Rama. “Algunas de las características dominantes de la educación a distancia en América Latina y el Caribe”. En La educación superior a distancia en América Latina y el Caribe: realidades y tendências, editado por Patrícia Lupion Torres y Claudio Rama. Palhoça: Editora Unisul, 2010, 9-60.

Torres, P. L., y João Vianney. “La calidad de La educación a distancia y sus mecanismos de aseguramiento en Brasil”. En El aseguramiento de La calidad de La educación virtual, editado por Claudio Rama y Julio Dominguez Granda. Peru: Gráfica Real, 2011, 119-143.

Torres, P. L., y João Vianney. “Um olhar sobre os números da educação à distância no ensino superior brasileiro”. Em Políticas de Formação do Professor: caminhos e perspectivas, editado por Romilda Teodora y Marilda Aparecida Behrens. Curitiba: Champagnat, 2011, 229-257.

Vianney, João, Alvaro Lezana, Dênia Bittencourt, Jovane Azevedo, Marcelo Camelo y Marcos Pizzaro. “Laboratório de ensino a distância: um ambiente para trocas de aprendizagem”. Em Educação a distancia no Brasil na era da internet, editado por Carmen Maia. São Paulo: Anhembi Morumbi, 2000, 39-52.

Vianney, João, P. L. Torres y Elizabeth Farias. “Universidade Virtual: um novo conceito na EAD. In: ead.br. Experiências inovadoras em educação a distância no Brasil: reflexões atuais, em tempo real, editado por Carmen Maia. São Paulo: Anhembi Morumbi, 2003, 47-62.

Vianney, João, Elizabeth Silva, y Torres, Patrícia. A Universidade Virtual do Brasil. Caracas: UNESCO/Unisul, 2003.

Vianney, João, P. L. Torres y Elizabeth Farias. “La Educación Superior a Distância en Brasil”. Em La Educación Superior Virtual en América Latina y el Caribe, editado por Biblioteca dela Educación Superior. México: Asociación nacional de Universidades e Instituciones de Educación Superior, (2004), 119-153.

Vianney, João, P. L. Torres y Elizabeth Farias. “O Ensino Superior à Distância no Brasil”. In: A educação Superior Virtual na América latina e no Caribe, editado por Patrícia Lupion Torres y João Vianney. Curitiba: Editora Champagnat, 2005, 139-179.

Vianney, João, P. L. Torres y Marcos Silva. “Reglamentarios de la educación a distancia en la enseñanza superior brasileña”. En El Marco Regulatorio de la Educación Superior a Distancia en América Latina y el Caribe, editado por Marta Mena, Claudio Rama y Ángel Facundo. Colombia: UNAD, (2008), 109-152.
Vianney, João, y Patrícia Lupion Torres. “La educación a distância en Brasil”. Em La educación superior a distância: miradas diversas desde iberoamérica, editado por Claudio Rama y J. Pardo. Santo Domingo: Intered, 2010, 15-44.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.