Educating for emancipation: an analysis of the concept of awareness and educational practice in Paulo Freire's theory

Educar para la emancipación: un análisis del concepto de conciencia y práctica educativa en la teoría de Paulo Freire

Main Article Content

Isabela Ribeiro Villares Nascimento
Cláudia Araújo de Lima
Fabiano Quadros Rückert

Abstract

Objective: This article aims to discuss the concept of awareness and educational practice in the evolution of thinking about education aimed at the popular class, in the works of Paulo Freire, with theoretical contributions for reflections on Brazilian political, economic and social factors, in the decades of 1950 – 1960.


Originality/contribution: The original article is anchored in a discussion by axes, where a historical period marked by intense transformations in the life of the popular classes is debated, when government investments in industry denoted an increase in rural-urban migration and the formation of a mass of illiterate workers in Brazilian cities.


Method:The research method listed for this study was a survey, systematization and bibliographic analysis, from descriptors close to the theme and determined period, using the tools of content analysis for the elaboration of the article.


Information strategy/data collection The collection of information was based on bibliographic surveys in Brazilian and foreign collections that dealt with the discussion about awareness and educational practices in the specific period.


Conclusions:As conclusions, it is observed that the changes that took place over the decades acted directly in the structuring of Paulo Freire's theory on education. As a criticism of the education given to workers, the concept of awareness and educational practice, were consolidated as the basis of Freirean pedagogy and are progressively developed and complexified in the author's works. The enunciated concepts offer subsidies to the current analyzes on the social function of the school and the human formation.

Keywords:

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

Author Biographies (SEE)

Isabela Ribeiro Villares Nascimento, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Brasil

Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Pernambuco. Pós-graduada, em nível de especialização, em Psicopedagogia, pela Faculdade Frassinetti do Recife (Fafire). Mestre em Educação pela Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), campus do Pantanal (CPAN). Atua nos campos da Formação de Professores, Currículo, Didática e Políticas Educacionais. Docente na REME/CGR/Mato Grosso do Sul.

Cláudia Araújo de Lima, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Brasil

Graduada em pedagogia pelo Centro Universitário de Brasília, Especialista e Mestre em Reabilitação e Habilitação de Pessoas com Deficiência - Universidade de Salamanca/Espanha, mestrado em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública - FIOCRUZ  e doutorado em Ciências/Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública- FIOCRUZ. Pesquisadora Sênior Voluntária da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação - Educação Social - PPGE/UFMS/Campus do Pantanal. Professora do Programa de Pós-Graduação em Estudos Fronteiriços PPGEF/UFMS/Campus do Pantanal. Tem experiência na área ensino, pesquisa e extensão em direitos humanos, educação social, saúde pública, gênero e sexualidade, violências baseadas no gênero e fronteiras. Consultora em Políticas Públicas. Coordena o Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares - NEPI/PANTANAL/UFMS – CNPq. Coordena o Grupo de Estudos Mulheres da Fronteira/UFMS. claudia.araujolima@gmail.com

Fabiano Quadros Rückert, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Brasil

Licenciatura Plena e Mestrado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS. Doutorado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS. Professor Adjunto no quadro de Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campus Pantanal. Curso de Licenciatura em História e no Programa de Pós-Graduação em Educação. Membro do Diretório de Pesquisa História, Água e Meio Ambiente. fabiano.ruckert@ufms.br

 

References (SEE)

Bauer, Carlos. “História, educação e construção da identidade nacional”. Revista Historia de La Educación Latinoamericana, nº. 10 (2012): 119-136. https://revistas.uptc.edu.co/index.php/historia_educacion_latinamerican/article/view/1489/1485

Brayner, Flavio Henrique Albert. “Educação popular na institucionalidade: potencialidades, limites, contradições de um Marco de referência de Educação Popular para as Políticas Públicas. “Paulofreireanismo”: instituindo uma teologia laica?.” 37ª Reunião Nacional da ANPEd. (2015): 1-26. http://37reuniao.anped.org.br/wp-content/uploads/2015/02/Trabalho-de-Flavio-Brayner-para-o-GT06.pdf

Coelho, Germano. “Paulo Freire e o Movimento de Cultura Popular.” In Freire, Paulo. Educação e Transformação Social. Organização: Paulo Rosas. Recife: Universidade Federal de Pernambuco, 2002. http://www.paulofreire.ufpb.br/paulofreire/Files/seminarios/mesa16-c.pdf

Freire, Paulo. Educação e Atualidade Brasileira. Tese de Concurso Público para a CADEIRA de História e Filosofia da Educação. Academia de Belas Artes de Pernambuco. Recife: Universidade Federal do Recife, 1959.

Freire, Paulo. Conscientização – teoria e prática da libertação. São Paulo: Cortez & Moraes, 1979.

Freire, Paulo. Educação e Mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

Freire, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

Freire, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

Gadotti, Moacir. Convite à leitura de Paulo Freire. São Paulo: Scipione, 1989.

Harres, Marluza Marques. “Rio Grande do Sul: Governo Leonel Brizola e Questão Agrária no início da década de 1960”. Anos 90, vol. 18, nº. 33 (2011): 99-127. https://doi.org/10.22456/1983-201X.25682

Rubens Lima, Jardilino José. “Paulo Freire, filósofo, pedagogo e cientista social: a singularidade e a universalidade do seu pensamento.” Revista Historia de La Educación Latinoamericana, nº. 10 (2012): 41-56.

https://revistas.uptc.edu.co/index.php/historia_educacion_latinamerican/article/view/1485/1480

Lukács, Georg. História e Consciência de Classe: Estudos sobre a dialética marxista. Tradução: Rodnei Nascimento. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

Montenegro, Antônio Torres. “Ligas Camponesas e sindicatos rurais em tempo de revolução.” In Delgado, Lucilia de Almeida Neves; Ferreira, Jorge. (Orgs.). O Brasil Republicano. vol. 3. O tempo da experiência democrática – da democratização de 1945 ao golpe civil-militar de 1964. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003, 242-272.

Romanelli, Otaíza de Oliveira. História da Educação no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1991.

Santiago, Eliete; Batista Neto, José. “Formação de professores e prática pedagógica na perspectiva freiriana.” Educar em Revista, vol. 61 (2016): 127-141. https://doi.org/10.1590/0104-4060.47202

Saviani, Dermeval. Escola e Democracia. São Paulo: Cortez Editora e Autores Associados, 1987.

Souza Neto, João Clemente de. “O compromisso ético do educador social.” Revista Lusófona de Educação, vol. 22, (2012): 55-67. file:///C:/Users/fabiano.ruckert/Downloads/3281-Texto%20do%20artigo-11348-1-10-20130517.pdf

Citado por: