Prácticas escolares en el Colegio Americano: un enfoque en la cultura material

School Practices In The Colégio Americano: an Approach to Material Culture

Contenido principal del artículo

Marlucy do Socorro Aragão de Sousa
Jacqueline Tatiane da Silva Guimaraes
César Augusto Castro

Resumen

Este artículo aborda las prácticas escolares y la cultura material de la escuela en Belém do Pará, a finales del siglo XIX. El objetivo es analizar cómo se configuraron la cultura material y las prácticas escolares en el Colégio Americano, ideado por José Veríssimo entre 1884 y 1890. Se usa como fuente la obra Noticia Geral sobre o Collegio Americano. Se utilizó la metodología histórico-hermenéutica. Al analizar la cultura material de la escuela, se tiene como horizonte la percepción de sus vínculos con el contexto histórico, cultural y social en el que se generó un nuevo modelo de educación que destacaba la civilidad, la nación y la moral. Por consiguiente, dichos artefactos no eran simples objetos, sino que revelaron las relaciones conflictivas o pacíficas de aquel contexto, e incluso las prácticas escolares de la institución. Se observa que el uso y la descripción de los objetos dispuestos en la estructura del Colégio Americano, para su creador, tenían el objetivo de establecer y mantener normas que debían formar hombres disciplinados, que se vincularan directamente con el propósito de la educación física, moral y cívica de los estudiantes.

Palabras clave:

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Detalles del artículo

Biografía del autor/a (VER)

Marlucy do Socorro Aragão de Sousa, Universidade Federal do Pará (Brasil)

DOUTORANDA em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação, PPGED/ ICED/UFPA. MESTRADO em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação, PPGED/ ICED/UFPA, na linha de pesquisa Educação, Cultura e Sociedade. Vinculada ao Grupo de Pesquisa "José Veríssimo e o Pensamento Educacional Latino-americano".ESPECIALISTA EM GESTÃO ESCOLAR pela Universidade Estadual do Pará- UEPA. Possui graduação em PEDAGOGIA- CIÊNCIA DA EDUCAÇÃO pela Universidade da Amazônia - UNAMA(2003). Atualmente é Especialista em Educação e Professora das séries iniciais na E.E.E.F.ARIRI. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Supervisão Escolar, Docência nas séries iniciais e Docência no Ensino Superior.

Jacqueline Tatiane da Silva Guimaraes, Universidade Federal do Pará (Brasil)

Assistente Social, Mestre em Serviço Social e Doutora em Educação pela Universidade Federal do Pará. Atualmente, é colaboradora do Projeto de Pesquisa "A HISTÓRIA DO INSTITUTO DE PROTEÇÃO E ASSISTÊNCIA A INFÂNCIA DO PARÁ (1912-1934): significados e sentidos das ações do médico Ophir Loyola nos cuidados com a criança" e é professor adjunta da Faculdade de Serviço Social da Ufpa Campus de Breves. Tem se dedicado às pesquisas sobre a história da infância da Amazônia Paraense e sobre Educação e Direitos Humanos.

César Augusto Castro, Universidade Federal do Maranhão (Brasil)

Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Maranhão (1988), mestrado em Ciência da Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1993) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1998). Pós Doutor em Educação pela USP (2006) e pela Universidade do Porto (2011). Professor Titular da Universidade Federal do Maranhão integrando os Programas de Pós-graduação em Educação e o Curso de Biblioteconomia. Professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Pará Representante na Região Nordeste da Sociedade Brasileira de História da Educação. Coordenador do Núcleo de Estudos e Documentação em História da Educação e Práticas Leitoras (NEDHEL). Desenvolve estudos e pesquisa sobre História da Educação, História do Livro e da Leitura e História das Bibliotecas e da Biblioteconomia. Pesquisador Produtividade do CNPq.

Referencias (VER)

Bencostta, M. L. (2013). A noção de cultura material escolar em debate no campo de investigação da história da educação. Em C.A.Castro (Org.) Cultura material escolar: a escola e seus artefatos (MA, SP. PR, SC e RJ)- 1870/ 1925. São Luís: EDUFMA: Café & Lápis.

Castro, C.A. (2011) Os usos e as tipologias dos materiais escolares no Maranhão Oitocentista. Em C.A.Castro, C. Cury, A. Lospes, & A.C. Pinheiro (Orgs.) Objetos, práticas e sujeitos escolares no Norte e Nordeste. São Luís: EDUFMA, UFPB, Café & Lápis.

Certeau de, M. (1994). A invenção do cotidiano - Artes de fazer. Petrópolis: Editora Vozes.

Chartier, R. (1990). A história cultural: entre práticas e representações. Rio de Janeiro: Editora Bertrand Brasil.

Chartier, A. (dezembro, 2000). Fazeres ordinários da classe: uma aposta para a pesquisa e para a formação. Educação e Pesquisa, 26(2), 157-168.

Chervel, A. (1990). História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, (2), 177-229.

Faria, L.M., Gonçalves, D., Gonçalves, I., & Paulilo, A. (janeiro-abril, 2004). A cultura escolar como categoria de análise e como campo de investigação na história da educação. Educação e Pesquisa, 30(1), 139-159.

Felgueiras, M. (janeiro/abril, 2005). Materialidade da cultura escolar. A importância da museologia na conservação/comunicação da herança educativa. Pro-Posições, 16(1) (46), 87-102.

Forquin, J. (1993). Escola e cultura: as bases sociais e epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre: Artes Médicas.

França, M. (2004). José Veríssimo (1857-1916) e a educação brasileira republicana: raízes da ren ovação escolar conservadora (Tese Doutorado em História e Filosofia da educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, Brasil).

França, M. (2009). O pensamento e a prática escolar de José Veríssimo no Colégio americano (1884-1890). Revista Cocar – V.3. n. 6, 113-124.

Julia, D. (janeiro-junho, 2001). A Cultura Escolar como Objeto Histórico. Revista Brasileira de História da Educação, (1), 9-43.

Pesez, J. M. (1990). A história da cultura material. Em J. Le Goff, E. Le Roy, & G. Duby (Orgs.), A nova história. Coimbra: Almedina.

Vidal, D. (2005). Cultura e prática escolares: uma reflexão sobre documento e arquivos escolares. Em R. de Souza, & V. Valdemarin (Orgs.), A cultura escolar em debate: questões conceituais, metodológicas e desafios para a pesquisa. Campinas: Autores Associados.

Viñao, A. (2008) A história das disciplinas escolares. Revista Brasileira de História da Educação, 8(3), 174-208.

Citado por: